Lançamento de livro: BRICS e o Futuro da Ordem Global

Share

 BRICS cover

Disponível na Amazon, Saraiva e Livraria Folha

ISBN: 978-85-7753-360-2
290 páginas
R$ 57,90
Editora Paz e Terra

Sinopse

A primeira e mais abrangente análise acadêmica da história do termo BRICS.

Em 2001, o economista Jim O’Neill, trabalhando para o banco Goldman Sachs, criou o termo “BRICS” para se referir às maiores economias emergentes: Brasil, Rússia, Índia e China. Tais potências em ascensão, ele argumentou, deveriam ser os pilares de um novo sistema de finanças e de governança global. Em 2010 a África do Sul se juntou ao grupo, formando o BRICS, com “s” maiúsculo. E, graças a uma iniciativa conjunta do Brasil e da Rússia, tornou-se um conceito corrente nas relações internacionais, ganhando significado político por meio de um processo de institucionalização do grupo. BRICS e o futuro da ordem global oferece uma análise definitiva dos BRICS como termo e como instituição, desde seu início, em 2001, até 2015. Além disso, analisa o significado da ascensão de potências como Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul para o futuro da ordem global. Os países BRICS procurarão estabelecer um sistema paralelo, com seu próprio conjunto distinto de regras, instituições e moedas de poder, rejeitando princípios fundamentais do internacionalismo liberal ou será que buscam adotar as regras e normas que definem a atual ordem liderada pelo Ocidente? Este é um livro essencial a todos os que desejam compreender a importância do grupo do BRICS para discutir o mundo cada vez mais multipolarizado de hoje.

Resenhas

"Há uma década o papel e a importância do BRICS têm sido tema de debates acalorados, mas não haviam sido estudados de forma rigorosa até o momento. O trabalho equilibrado e detalhado de Oliver Stuenkel demonstra que o BRICS não é uma coalizão coerente que visa a derrubar o equilíbrio global de poder, tampouco uma moda passageira, sem importância. Sua análise mostra que a cooperação entre os países do BRICS procura fomentar a emergência gradual de uma ordem multipolar legítima e regrada, pressionando os Estados Unidos e seus aliados a seguirem as normas globais com mais consistência. Este livro, escrito a partir de prospectiva matizada e com linguagem clara, oferece um olhar esclarecedor sobre o futuro da política global."

Stephen Walt, Harvard University

--------

"Este é o melhor livro sobre o BRICS escrito até hoje. É brilhante a análise sobre as origens do grupo, a natureza e o escopo da cooperação intra-BRICS e seu impacto na ordem mundial. Leitura obrigatória para qualquer um que tenha interesse nas tendências emergentes da política mundial."

Amitav Acharya, American University

---------

"Em recente encontro com o economista e ex-ministro do tesouro britânico, Jim O’Neill, eu fiz uma pequena provocação, da qual não estava ausente certa dose de presunção da minha parte: “você inventou o termo BRICs, mas quem criou o grupo fui eu”. E, hoje, eu poderia completar: “e quem melhor estudou seu significado para as relações internacionais contemporâneas foi o Oliver Stuenkel”

De fato, em 2001, O’Neill, então trabalhando para o Goldman Sachs, cunhou o termo “BRICs” para se referir às maiores economias emergentes: Brasil, Rússia, Índia e China (a África do Sul foi “cooptada” em 2010). Tais potências em ascensão, ele argumentou, deveriam ser os pilares de um novo sistema financeiro e da governança global. Poucos anos mais tarde, o BRICS, graças principalmente a uma iniciativa conjunta do Brasil e da Rússia, se tornou um conceito corrente nas relações internacionais. O acrônimo ganhou um significado político por meio de um processo de institucionalização do grupo. Como Ministro das Relações Exteriores do governo do presidente Lula, entendi, à época, que a transformação do grupo de uma “realidade em si” em uma realidade “para si” correspondia plenamente à postura mais ativa e altiva da nossa política externa, contribuindo para a consolidação de um mundo mais multipolar. Apesar do menor crescimento atual em três dos cinco países, o conceito BRICS continua a ser muito relevante para a compreensão do equilíbrio de forças, nos planos político e econômico do mundo em que vivemos. Iniciativas recentes, como o Novo Banco de Desenvolvimento, estão complementando as instituições internacionais existentes e, desta maneira, contribuindo para uma ordem global mais democrática, que melhor atenda aos anseios e aspirações dos países em desenvolvimento.

Como Jim O’Neill escreveu em outubro de 2016,

O argumento de que a importância do grupo BRICS foi superestimada é simplesmente ingênuo. O tamanho atual das quatro economias fundadoras do grupo BRICs, em seu conjunto, é consistente com as projeções que fiz [em 2001].

Neste contexto, entender as origens e a trajetória do grupo BRICS é crucial não apenas para analisar a política externa brasileira ao longo dos últimos anos, mas também para compreender a transformação da estrutura do poder que estamos vivenciando. BRICS e o Futuro da Ordem Global, o primeiro estudo detalhado sobre o grupo, oferece uma contribuição importantíssima para o debate. A leitura é essencial não somente aos acadêmicos, mas também a todos aqueles, políticos e diplomatas, que têm responsabilidade pela condução da política externa de cada um dos países BRICS."

Celso Amorim

---------

"Para aqueles que buscam compreender essas mudanças na ordem global e as nuances do comportamento dos países emergentes, o livro é ponto de partida obrigatório." (Mural Internacional)

Débora Coutinho Cunha

---------

"O teor do livro incentiva os leitores a considerar outros estudos sobre o bloco no intuito de entender sua relevância e promessa." (Revista de Estudos Internacionais)

Wagner Martins dos Santos

---------

"O livro contribui significativamente para os estudos das potências emergentes ao corrigir visões e leituras generalistas sobre o tema." (Conjuntura Austral/ Journal of the Global South)

André Sanches Siqueira Campos

--------

"For academics and practitioners in the North, this very readable book is an excellent crash-course introduction to the quirks of emerging market foreign policy, providing more nuance and more context than can typically be gleaned from the pages of The Economist and the Financial Times." (International Affairs)

Sean Burges, Australian National University (ANU)

--------

"As a reference work, this book should go a long way in generating academic interest on a topic increasingly important to understand in a rapidly changing world." (International Studies Review)

Harsh V. Pant, King's College London

--------

"In detailing the evolution of BRICS from 2009 to 2015 and in covering a full cycle of meetings that would be completed when Russia hosts the summit in 2015, the book covers every milestone in the path traversed hitherto. More importantly, it makes some substantive political points, apart from the chronological narrative (...) BRICS is an illustration of the “manyness” in multilateralism reflecting a multipolar world with new powers and diverse interests. Its promise and prospects in the next decade are worthy of study and Stuenkel will be a good guide in doing so." (Indian Journal of Diplomacy)

B. S. Prakash, Former Indian Ambassador to Brazil

---------

"A very valuable guide to the BRICS as an international actor, and (...) the most informative account [on the topic] that I have read."

Ray Kiely, Queen Mary University of London

---------

"This book is the first to look at what the formation of the BRICS actually means in terms of geopolitics and economic opportunities." (Business New Europe)

Chris Weafer

--------

"This book is a must read for anyone interested in the BRICS and is highly recommended for undergraduate, graduate students, and faculty. Summing Up: Highly recommended. All readership levels."

CHOICE, Current Reviews for Academic Libraries

---------

"Stuenkel [...] raises many important issues concerning the future of global governance, reform of the international financial system, perceptions of sovereignty in the non-Western world, and the political economy of inequality." (Jornal of Political Power)

Ekaterina Koldunova

---------

"Many Western scholars have been questioning the "BRICS countries" and the continued existence of the concept. Oliver Stuenkel's new book, "The Future of the BRIC and the Future of the Global Order," responds to these criticisms and doubts."

Lei Wang

---------

"Stuenkel gives a detailed ‘under-the-hood’ assessment of the BRICS forum, which is a necessary corrective to simplistic conclusions of the forum’s potential or demise. (...) required reading for any scholar who wants to prepare for the year ahead and beyond." (Australia Outlook)

Akshay Mathur is the Director of Research and a Fellow of Geoeconomic Studies at Gateway House, India

---------

"This book is a plate-full of references allowing for further reading and research." (Modern Diplomacy)

Gabriela Pascholati do Amaral

---------

"A critical “historical biography" of the BRICS concept, making it suitable for a wider audience and satisfying both the needs of experienced researchers and readers in general." (Europe-Asia Studies)

João Mourato Pinto

---------

"A critical “historical biography" of the BRICS concept, making it suitable for a wider audience and satisfying both the needs of experienced researchers and readers in general." (G1 Portal de Notícias da Globo)

Luciano Trigo

---------

contracapa
contracapa